18 de abr de 2013

Para incluir ciências, Prova Brasil será aplicada em dois dias, diz Inep


 
Diferentemente dos anos anteriores, a edição de 2013 da Prova Brasil será aplicada em dois dias, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O motivo é a inclusão de questões de ciências na prova, confirmada pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, na semana passada. Antes a prova acontecia em um dia e tinha apenas questões de língua portuguesa e matemática.

A assessoria de imprensa do Inep afirmou que ainda não há uma previsão de quanto a aplicação da nova prova vai custar, mas disse que a Diretoria de Avaliação da Educação Básica (Daeb) pretende finalizar o "desenvolvimento do instrumento para a avaliação" até dia 10 de maio.

A estimativa da autarquia do MEC é que a prova da matéria tenha a mesma duração dos exames de português e matemática: duas horas. "Não poderá ser superior a este tempo", afirmou a assessoria de imprensa, em comunicado.

Outra proposição da Daeb é que a aplicação da prova com conteúdos de ciências seja censitária, e não amostral. Isso quer dizer que o mesmo público das demais provas devem fazer a de ciências.

Porém, Mercadante já afirmou que apenas os alunos do 9º ano do ensino fundamental e do 3º do ensino médio farão a prova de ciências. Os estudantes matriculados no 5º ano do ensino fundamental, portanto, só terão que responder a questões de língua portuguesa e matemática.

Ideb sem ciências
As questões da matéria não serão incluídas no cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2013. De acordo com o Inep, a introdução de ciências na Prova Brasil é uma "estratégia de calibração da matriz para poder avançar nos cálculos do Ideb para 2015".

A Prova Brasil faz parte do Sistema de Avaliação do Ensino Básico (Saeb) e é aplicada a cada dois anos para crianças do 5º e 9º ano do fundamental e do 3º ano do ensino médio de redes públicas. Seu resultado é um dos valores usados para compor o Ideb. Até 2011, a prova avaliava o desempenho de estudantes em língua portuguesa e matemática. Com a inclusão de ciências, o sistema de avaliação se aproxima de avaliações internacionais como o Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa, na sigla em inglês).

Segundo o Inep, em 2011 participaram da Prova Brasil 55.924 escolas públicas. Outras 3.392 escolas públicas e particulares participaram da parte amostral do Saeb, que é definida em sorteio.

Ana Carolina Moreno

Do G1, em São Paulo
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário